Olá,

Uma placa dedicada a Freddie Mercury no cemitério de Kensal Green, em Londres, desapareceu e adicionou mais um capítulo sobre o mistério envolvendo o local de seu descanso final. No caso, de suas cinzas, já que ele foi cremado.

Fãs descobriram a placa de bronze assinada por “M.” no fim do mês passado. Mary Austin, ex-namorada de Freddie, teria feito a homenagem, que tem trechos escritos em francês.

O texto diz: “In loving memory of Farrokh Bulsara 5 sept. 1946 – 24 nov. 1991 Pour etre toujours pres de toir avec tout mon amour M.” (“Em memória de Farrokh Bulsara […] Para sempre estar perto de você com todo o meu amor”.

Mary teria prometido a Freddie, em seu leito de morte, nunca contar sobre o paradeiro de suas cinzas. Por este motivo, especula-se que ela mesma possa ter dado sumiço nela.

O lendário cantor do Queen morreu em decorrência da Aids, em 1991, aos 45. Farrokh Bulsara era seu verdadeiro nome. Mary herdou sua mansão na capital inglesa, avaliada em 10 milhões de libras.

Fãs acreditam ter descoberto local onde cinzas de Freddie Mercury foram espalhadas

Daqui um tempo a placa aparece em algum leilão clandestino ou site irregular para venda.

Fonte: Virgula