Revelado e-mail do processo de Katherine Jackson contra AEG Live


Olá,

Um e-mail que estão chamando de “smoking gun” foi revelado nesta semana e supostamente tem ligações com a promotora de eventos AEG Live com a morte de Michael Jackson em 2009 e o juiz não selou os documentos para o processo de morte por negligência pela família Jackson. A troca de e-mail aconteceu entre o CEO da AEG Live Paul Gongaware e Michael Jackson.

O diretor de “This Is It” Kenny Ortega sugere que o Dr. Conrad Murray poderia ter sido pressionado a utilizar meios ilegais para forçar Michael Jackson a fazer os ensaios, de acordo com a CNN.

Michael Jackson morreu em 25 de junho de 2009, apenas duas semanas antes de começar seus 50 shows de retorno no O2 Arena, que é de propriedade da AEG, em Londres.

Expressando preocupações sobre ensaio que Michael perdeu, o e-mail de Gongaware diz: “Queremos lembrar (Murray) que é não é MJ, e sim a AEG, quem está pagando seu salário. Queremos lembrá-lo o que se espera dele.”

Os advogados de Kaherine Jackson chamam este e-mail de “smoking gun” ao argumentar que o e-mail é a prova de que a AEG Live amedrontou e pressionou Murray para deixar Michael Jackson pronto para os ensaios, apesar de sua saúde frágil  e caso não conseguisse perderia o emprego de $ 150.000 por mês como médico pessoal do cantor. Nesta época Murray estava com problemas financeiros.

Os filhos de Michael, Prince Michael, Paris e Blanket, juntamente com a avó Katherine, alegam que a pressão da AEG Live sobre Murray levou à morte de Michael devido a uma overdose do anestésico propofol.

Murray foi considerado culpado de homicídio involuntário em novembro de 2011 e está cumprindo uma pena de prisão de quatro anos. Ele admitiu a administração de propofol ao cantor para ajudá-lo descansar. O médico e Prince Jackson filho mais velho, 16, estão na lista das testemunha do julgamento que começa mês que vem.

“Agora que o tribunal decidiu que há evidência de que era previsível que as ações AEG resultasse na morte de Michael Jackson, a família Jackson se sente vingada da campanha de difamação pública que a AEG tem travado contra eles”, disse o advogado de Katherine Jackson, Kevin Boyle.

“A verdade sobre o que aconteceu com Michael, que AEG tem tentado manter escondido do público desde o dia em que Michael morreu, está finalmente emergindo. Estamos ansiosos para o julgamento em que o resto da história vai vir à tona.”

AEG Live afirma que não tem qualquer responsabilidade na morte de Michael Jackson, porque Murray não era seu empregado.

Se considerado culpado, poderia custar AEG vários bilhões de dólares.

Vamos nos preparar porque vem novidades por ai com este processo indo a julgamento.

Lyllyan

Fonte: Hindustan Times

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: