Olá,

O inquérito sobre a morte de Amy Winehouse será reaberto. Segundo informações do site NME, o motivo é que o médico legista Andrew Reid, que cuidou do caso, teria contratado a sua mulher, sem qualificações médicas, para o ajudar no laudo da morte.

O médico foi suspenso em fevereiro de 2012 e a mulher também está afastada de suas funções. Por isso, mediante o afastamento dos profissionais, a investigação em torno da morte da cantora será reaberto em 2013.

Segundo uma lei britânica, qualquer investigação legista deverá ser feita por alguém que com o mínimo cinco anos de experiência médica no país. No entanto, a esposa de Andrew Reid não reunia todos os requisitos, sendo considerada não apta para avaliar a morte da cantora e de mais 30 casos que cuidou.

Amy Winehouse foi encontrada morta, em julho de 2011, no apartamento em que morava, no bairro de Camden, em Londres. O relatório final, assinado por Reid e sua mulher, aponta que a morte da cantora foi acidental após consumo excessivo de álcool.

Vai saber quanto laudo fraudulentos estes dois assinaram???!!!… E depois querem que eu acredite no laudo da morte de Michael Jackson que nem os dados pessoais dele preencheram corretamente.

Fonte: Virgula