Olá,

As varizes, chamadas veias doentes, apresentam um fluxo sanguíneo invertido a favor da gravidade quando estamos em pé (refluxo venoso), que se manifestam com acúmulo de sangue no vaso, que dilata. Essas são dilatações e deformações, que ocorrem cinco vezes mais em mulheres do que em homens e geralmente atingem pessoas que permanecem muito tempo na mesma posição, atingem 40 milhões de brasileiros e 60% das mulheres com mais de 50 anos sofrem do problema em algum grau.

O angiologista e cirurgião vascular do Hospital São Luiz e Hospital Santa Virgínia, Ricardo Tebaldi, explica tudo sobre o assunto e dá dicas para prevenção do problema. “As varizes costumam se manifestar principalmente em mulheres a partir dos 35 anos e são causadas geralmente por fatores genéticos. Apesar de genética ser a causa mais comum, outros fatores também são importantes, como obesidade, gravidez, vida sedentária, uso de anticoncepcionais ou reposição hormonal, além de cigarros”.

Para lutar contra o que assombra as mulheres, caminhadas auxiliam no fortalecimento da musculatura, que funciona como uma bomba muscular impulsionando o sangue para o abdômen, evitando assim o refluxo e possibilitando o retorno venoso adequado. Por isso os exercícios físicos entram na lista de cuidados como prioridade e o sobrepeso ainda pode sobrecarregar o organismo.

Ainda de acordo com o especialista, uma boa dica é manter as pernas esticadas ou para cima nos momentos de repouso. Facilitando o retorno do sangue para a virilha, diminuímos o inchaço das pernas, o chamado edema. A partir de 30 minutos pode se perceber mudanças significativas.

E atenção mulheres! Um mito muito comum entre os brasileiros refere-se a cruzar as pernas. Esse gesto só é prejudicial em pessoas com veias muito dilatadas e em áreas de dobra. Procure sempre mudar de posição para que a circulação sanguínea possa trabalhar melhor. Alimentos como peixes, produtos desnatado e integrais ajudam nesse quesito.

Se você já tem varizes, procure o seu médico.

Fonte: Yahoo