Olá,

A greve dos metroviários, iniciada à 0h desta quarta-feira, faz com que as linhas 1-azul, 2-verde e 3-vermelha do metrô de São Paulo operem parcialmente. As linhas 5-lilás e 4-amarela funcionam normalmente, mas com velocidade reduzida.

 Segundo o Metrô, a linha 1-azul opera entre as estações Ana Rosa e Luz, a linha 2-verde opera entre a Ana Rosa e Clínicas, e a linha 3-vermelha funciona entre as estações Bresser-Mooca e Santa Cecília –todas com velocidade reduzida e maior intervalo de espera.

 As operações em todos esses trechos começaram atrasadas em decorrência da greve. Normalmente elas começam às 4h30, mas hoje os primeiros trens só deixaram as estações depois das 5h: a linha 5 começou às 5h10, seguida da linha 2 às 5h20, linha 1 às 5h30 e linha 3 às 6h17.

 Segundo o Metrô, a operação está sendo realizada com funcionários que não aderiram à greve e com seu quadro administrativo, que foi deslocado e está atuando nas estações e bilheterias.

Em nota, o Sindicato dos Metroviários afirma que o Metrô está tentando operar o sistema “de forma precária, utilizando o seu quadro de supervisores, que não são completamente habilitados para as funções exigidas. Essa é uma política irresponsável da empresa que coloca em risco, inclusive, a segurança dos usuários”.

Os metroviários decidiram entrar em greve na noite de ontem após audiência realizada com mediação da Justiça do Trabalho. Segundo o sindicato da categoria, cerca de 2.000 pessoas votaram pela greve. O Metrô ofereceu aumento real de 1,5% e 4,15% de correção, enquanto os funcionários pedem 5,37% de correção e 14,99% de aumento real.

Após a audiência no TRT-2 (Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região), a desembargadora Anélia Li Chum decidiu que os funcionários devem manter 100% do efetivo nos horários de pico (das 5h às 9h e das 17h às 20h) e 85% nos demais horários –decisão que não será cumprida, segundo o sindicato.

Em caso de descumprimento, o sindicato terá que pagar multa diária de R$ 100 mil.

CPTM

As linhas 11-coral e 12-safira da CPTM também estão paradas nesta quarta-feira. As duas linhas ligam o centro de São Paulo a cidades da região metropolitana, passando pela zona leste. A categoria quer reajuste salarial superiores a 6,17% –valor oferecido pela CPTM— e o aumento no vale refeição, entre outros pontos.

Com a paralisação, a SPTrans acionou o Paese, com ônibus extrar para atender os passageiros dessas linhas. Para atender a linha 1-coralhá 30 ônibus operando entre as estações Brás e Guaianases. Já na linha 12-safira, há 30 ônibus entre o Brás e o Itaim Paulista.

Os funcionários das linhas 8-diamante e 9-esmeralda, também da CPTM, decidiram entrar em estado de greve, o que significa que a partir de hoje eles usarão coletes e distribuirão material informativo sobre a possibilidade de greve.

confirmado-metro-de-sp-entra-em-greve-a-partir-de-230512

confirmado-cptm-entra-em-greve-com-as-linhas-11-1-12-em-23051

A cidade está um caos!!!

Fonte: Folha