Olá,

chia promete ser a nova “queridinha” de quem busca auxílio para emagrecer. Composta por ômega 3, fibras, proteínas, cálcio, magnésio, potássio, a semente tem origem no México onde era consumida para dar força e resistência física aos trabalhadores braçais. Considerada um alimento funcional e nutricional, é fonte rica em ácidos graxos com propriedades que ajudam a controlar a fome e estimulam a perda de peso. 

Produto está disponível no mercado como óleo, farinha e grão (na foto). Imagens: Priscila Veras

Produto está disponível no mercado como óleo, farinha e grão (na foto). Imagens: Priscila Veras

Os grãozinhos de chia agem de diferentes formas, uma delas é dando saciedade. Suas sementes contêm mucilaginosas ricas em fibras que, ao entrarem em contato com a água, formam uma espécie de gel no estômago. “Com uma digestão mais lenta, a pessoa fica mais satisfeita e consome porções menores durante as refeições”, explicou a nutricionista Fernanda Oliveira.

A semente mexicana também combate a inflamação e desintoxica. O produto pode ser encontrado no mercado como óleo, farinha ou grão inteiro. A indicação é comer uma colher (sopa) da chia 30 minutos antes das refeições diárias como, por exemplo, café da manhã, almoço ou jantar. Ela pode ser consumida pura ou misturada em frutas, saladas, iogurtes, sucos naturais ou em comidas de sua preferência.

Vou experimentar para ver se funciona mesmo…

Fonte: Paula Faciroli- MSN