Olá,

O Conselho Médico do Texas suspendeu na última sexta-feira(10) a licença de Conrad Murray, quase três anos após a morte do cantor pop. Murray, atualmente cumprindo pena de prisão de quatro anos, administrou uma overdose do anestésico propofol que matou Michael Jackson em junho de 2009.

0127_murray_getty_bn2

“Isso atinge o mesmo efeito de revogação da licença”, disse Leigh Hopper, porta-voz do conselho.

Murray está pedindo a um juiz da Califórnia para libertá-lo da prisão para aguardar apelação do caso. Seu advogado disse que Murray sabe que não pode trabalhar como médico, mas iria encontrar outro emprego na Califórnia para ajudar a sustentar seus sete filhos, de acordo com a Associated Press. Uma audiência sobre o pedido está marcada para 24 de fevereiro.

Antes da morte de Michael Jackson, Murray trabalhou alguns dias por mês em Acres Homes. Ele abriu a clínica cardiológica na empobrecida região norte de Houston, em honra de seu falecido pai em 2006, depois à deixou em 2009 para se tornar médico pessoal de Michael Jackson.

Ele voltou a Acres Homes para ver os pacientes, esporadicamente, após a morte de Michael Jackson, começando no final de 2009 e, recentemente, no final de 2011.

“A junta médica não sentiu que precisava urgentemente suspender a licença após a condenação de Murray em novembro porque ele está preso e não é uma ameaça aos pacientes Texas” disse Hopper.

A ordem de junta médica observou que o estado salvou “dinheiro e recursos”, porque Murray colaborou no assunto. Ele chamou essa cooperação de fator atenuante para determinar a sanção adequada.

A suspensão da licença é a segunda ação que o Conselho Médico do Texas tomou contra Murray na sequência da morte de Michael Jackson. Em 2010, cerca de cinco meses depois que ele voltou a ver os pacientes em Home Acres, o conselho médico proibiu-o de administrar propofol.

Essa ação, a suspensão da licença na de sexta-feira, segue a sanção judicial na Califórnia.

Funcionários do Conselho Médico do Texas sugeriram na época que era apropriado deixar a Califórnia assumir a liderança, porque era em nível de padrão de atendimento e porque o estado já estava dedicando recursos para a investigação.

Sob as diretrizes condenatórias, Murray deve servir não mais de metade de sua sentença.

A licença de Murray permanecerá suspensa até substituída por uma ordem subseqüente do Conselho Médico do Texas, diz a ordem.

O Dr. Conrad Murray está pagando um preço bem alto pela “morte” de Michael Jackson.

Lyllyan

Fonte: TMZ e MJJUnderground