Olá,

Parte da rodoviária de Ouro Preto (MG) desabou na madrugada desta terça-feira após ser atingida por um deslizamento de terra. Informações preliminares apontam que dois taxistas que estavam dentro de seus carros foram soterrados. Os bombeiros ainda fazem buscas na manhã de hoje.

Árvore cai sobre carros em estacionamento do Hospital Madre Tereza em BH; sobe nº de cidades em emergência

Árvore cai sobre carros em estacionamento do Hospital Madre Tereza em BH; sobe nº de cidades em emergência

As chuvas dos últimos dias fizeram com que o número de cidades em situação de emergência subisse para 52. Os últimos decretos confirmados pela Defesa Civil são das cidades de São João Evangelista, Itabirito, Brumadinho, Cipotânea, Raul Soares, Congonhas e Guiricema. Esses decretos foram acatados ontem (2).

A situação de emergência é decretada pela prefeitura e caracteriza uma situação anormal, provocada por desastres, que causou prejuízos superáveis pela comunidade afetada. Quando homologada, há liberação mais rápida de recursos para obras emergenciais.

Prédio residencial de dois andares que desabou ontem em Belo Horizonte provocando a morte de um homem

Prédio residencial de dois andares que desabou ontem em Belo Horizonte provocando a morte de um homem

Também na segunda-feira foram registradas mais duas mortes em decorrência das chuvas, elevando para quatro o total de óbitos desde outubro. As duas últimas vítimas são Janilson Aparecido de Moraes, 40, atingido por um desabamento de prédio, e Maria de Lourdes Estevão Rocha 78, atingida por delizamento.

Outras diversas cidades também registraram inundações, danos em pontes e vias, além de falta de energia, como em Cipotânea, Moeda, Santana do Jacaré, Matipó, entre outros.

RIO DE JANEIRO

O município de Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro, saiu do estado de alerta, o segundo mais grave em uma escala de quatro, e retornou na noite de ontem ao estágio de atenção, o terceiro nível, após a redução das chuvas.

A terça-feira amanheceu com céu encoberto na região e, de acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), pode chover ao longo do dia.

O Ministério Público do Estado do Rio divulgou nota reforçando a orientação a população do município para que atenda de imediato às solicitações feitas pelo sistema de alarme e deixe suas residências em direção aos pontos de segurança previamente estabelecidos assim que ouvir o aviso sonoro, os alertas em carros de som ou receber o aviso por mensagem de texto no celular, para garantir a sua segurança.

De acordo com a Defesa Civil municipal, pelo menos 150 pessoas deixaram suas casas na madrugada de segunda-feira por conta dos riscos de deslizamentos e inundações e procuram abrigo nos pontos de apoio montados pela prefeitura.

Começaram os períodos de chuva e com ela as tragédias.

Fonte: Folha On-line