Olá,

Por: Thales Menezes, Folha Online

É difícil entender o que aquelas 35 mil pessoas estavam fazendo na noite de sexta (18) na Arena Anhembi, em São Paulo. E mais difícil ainda entender por que Britney Spears estava no palco.

A cantora americana Britney Spears durante show na Arena Anhembi, em São Paulo, na noite de sexta (18)

A cantora americana não canta nada, é fraquinha dançando e tem um tremendo mau gosto para figurinos e cenários. A expressão “não canta nada” deve ser lida literalmente. Não é modo de falar, ela simplesmente não emite som algum, exceto uma ou duas frases que fala aos fãs. Dubla todas as músicas, um insulto ao público.

Bem, nem tanto assim, porque a molecada alucinada que se espremia na plateia delira com qualquer coisa que ela faça. Playback? Ah, quem liga quando todos cantam junto as letras, de ponta a ponta?

Era justificável esperar mais, porque o álbum recente da cantora, “Femme Fatale”, é um bom disco para pistas de dança. Agora, ficou claro que também é um produto de vários tipos de software para dar a Britney uma voz consistente no estúdio.

As faixas do novo disco empolgam, mesmo em um set list que contempla toda a carreira dela. Dos hits, a reclamação foi a ausência de “Ooops… I Did It Again”.

Ao vivo, as músicas tendem a ficar mais parecidas, sem as sutilezas das gravações. Mas tem tanta coisa acontecendo no palco que nem dá para prestar atenção nas canções. Bailarinos surgem de todos os lados, em trocas frenéticas de figurinos.

Britney parece ter complexo de ascensorista, porque plataformas ficam subindo e descendo a toda hora, com ela em cima. Em determinado momento, fica sentada em um balanço a uns sete metros de altura. Em diferentes músicas, o palco é invadido por um carro, duas motos e um barco egípcio estilizado.

É aí, na cenografia do Nilo, que Britney passa bem no teste do biquíni. Exibe certa barriguinha, mas nada perto do suposto sobrepeso que era tema das fofocas nesta turnê.

Para fazer, finalmente, algum elogio, Britney soube fechar a noite. Numa plataforma altíssima, com asas de anjo nas costas e uma cascata de fogos de artifício sobre o palco, ela dubla “Till the World Ends”, o grande hit de “Femme Fatale”, música poderosa composta por Ke$ha para a musa gravar.

Ou seja, o show melhorou só na última música.

britney-spears-se-diverte-com-filhos-em-piscina-e-exibe-boa-forma

BRITNEY SPEARS
AVALIAÇÃO ruim

Não acho nada justo pagar um show tão caro para ver o cantor (a) cantando em playback…