Olá,

Dr. Conrad Murray disse que ele não ligou imediatamente para o 911 na manhã que Michael Jackson morreu porque ele é um cardiologista “treinado” e poderia fazer o que os paramédicos iriam fazer.

Para assistir ao vídeo, clique aqui:

0_da32o2rk_0_52qajm1t 

Dr. Murray contou essa declaração arrogante durante a gravação de seu documentário estratégico  “Michael Jackson and the Doctor: A Fatal Friendship” … que foi ao ar na U.K. na noite da última quinta-feira, 10/11/11.

No entanto, este documentário exibido na quinta não é a mesma versão que foi ao ar nos EUA na noite de sexta-feira, 11/11/11 na MSNBC.

A demora em chamar o 911 foi um dos temas centrais do julgamento de homicídio do Dr. Murray, mas em última instância, seus advogados nunca colocaram quaisquer evidência no julgamento para apoiar a explicação do Dr. Murray no documentário.

O médico estava indo dizer naquela manhã quando MJ acordasse que ele gostaria de parar de trabalhar para o cantor, porque ele acredita que o que aconteceu com Michael Jackson foi resultado das “próprias mãos do cantor”. 

Realmente o Dr. Conrad Murray é muito treinado quando está em um hospital rodeado de outros profissionais, já sozinho, ele não sabe nem o que é primeiros socorros.

E para falar a verdade, nem os advogados de defesa acreditam na palavra dele, pois o Ed Chernoff quer deixar o caso alegando falta de dinheiro, a meu ver, é falta de argumentos para defender o médico.

O interessante é que na Inglaterra exibiram o documentário completo e nos  EUA apenas partes…

dr-conrad-murray-diz-que-ele-nao-matou-michael-jackson

Lyllyan

Fonte: TMZ