Olá,

Segundo o site TMZ, a defesa de Dr. Conrad Murray vai se dar mal com o depoimento de uma de suas próprias testemunhas, o anestesista David Adams.

Dr. Murray é acusado do homicídio culposo – quando não há intenção de matar – de Michael Jackson. Ele está em julgamento desde 27 de setembro em um tribunal em Los Angeles.

Dois dias após a morte do cantor, Conrad Murray disse para os policiais, em conversa gravada, que investigaram o caso que David Adams também administrou Propofol em Michael para tratar da alegada insônia do artista. O procedimento teria sido presenciado pelo próprio médico pessoal do pop star. A intenção da defesa de Murray é provar que Michael Jackson era viciado em Propofol.

Murray também declarou na gravação que Adams foi convidado a fazer parte da equipe que acompanharia o artista na turnê “This is It”.

De acordo com fontes do TMZ, Adams vai afirmar que nunca usou Propofol em Michael para que ele dormisse e sim para que fosse submetido a procedimentos dentários. Além disso, deve alegar que foi a ganância de Conrad Murray que matou Jackson em 25 de junho de 2009.

julgamento-do-medico-de-michael-jackson-e-adiado-para-quarta-feira

Vixi!!! A coisa ficou feia agora!!!

Lyllyan

Fonte: TMZ e EGO Notícias