Olá,

A chefe de cozinha pessoal de Michael Jackson, Kai Chase deu seu depoimento e contou que o Dr. Conrad Murray estava desesperado e lhe pediu para ajudar dez minutos antes de chamar o 911 no dia em que MJ morreu.

De acordo com Chase, ela estava na cozinha preparando o almoço para Michael e seus filhos entre 12:05 e 12:10pm, quando o Dr. Murray correu escada abaixo, gritando para ela  “preciso do Prince, preciso de ajuda, preciso do segurança”.

Chase afirmou que ela pediu para o Prince ir até o Dr. Murray e voltou ao trabalho. (Está parte é novidade, pois em outras entrevistas ela disse que sabia que estava acontecendo algum coisa de errado com Michael por causa do desespero do médico… Mas não li nada que foi ela que pediu para o Prince ir até o Dr. Murray a pedido dele e muito menos tinha voltado ao trabalho como se nada tive acontecendo…)

Chase admitiu que não fez nenhum contato com os segurança, detalhe este destacado pelo advogado de defesa J. Michael Flanagan.

Ontem, o assistente pessoal de MJ,  Michael Amir Williams disse que o Dr. Murray o chamou por volta das 12:13pm e Williams imediatamente ligou para a segurança.

Para assistir ao vídeo, clique aqui:

Enquanto Chase estava deixando tribunal hoje, perguntamos se ela achava que seu depoimento foi útil – ela respondeu, “Absolutamente”.

kai-chase-depoe-na-audiencia-de-050111

kai-chase-diz-que-michael-jackson-estava-feliz

Ueh? O depoimento dela foi só isto? E o restante que ela havia divulgado em outras entrevistas ela não contou ou TMZ não divulgou?

Cadê a parte que o médico não estava na casa porque ele não tinha levado o café da manhã para o Michael, que ela ficou rezando com as crianças na cozinha, que os seguranças tiraram todo mundo da casa e assim por diante??? Isto ai tem boi na linha…

Lyllyan

Fonte: TMZ