Olá,

Ele é uma das vistas mais famosas do mundo. Mas para os residentes locais, o grande letreiro “Hollywood” em seu lado da colina junto a Los Angeles é uma fonte crescente de raiva.

Viajantes há tempos viajam à região para tirar fotos com a placa aparecendo atrás deles. Mas com o advento da navegação via satélite e o Google Earth, eles começaram a invadir a vizinhança de Hollywood Hills como nunca antes.

O letreiro de Hollywood visto em uma rua em área residencial da seção Hollywood Hills de Hollywood, Califórnia

O letreiro de Hollywood visto em uma rua em área residencial da seção Hollywood Hills de Hollywood, Califórnia

Os residentes locais reclamam que os turistas deixam lixo e tocos de cigarro –ameaça mortal em colinas secas no verão. Além do tráfego caótico nas estradas estreitas que levam ao letreiro.

Aviso: Área não destinada a turistas. Todos os turistas devem deixar a área”, diz uma placa aparentemente caseira, deixada próxima ao declive final que leva ao letreiro de 13 metros de altura, instalado no topo do Monte Lee.

Aviso em placa caseira pede que turistas não se aproximem de área residencial perto do letreiro "Hollywood"

Aviso em placa caseira pede que turistas não se aproximem de área residencial perto do letreiro “Hollywood”

O letreiro, que começou como Hollywoodland, em 1923, tinha o propósito publicitário de anunciar um empreendimento imobiliário próximo. Depois, perdeu as quatro letras finais e se tornou um ícone para a indústria do cinema.

GPS

Ela pode ser vista a quilômetros de distância em Los Angeles. Muitos turistas avançam o mais próximo possível da placa, no entanto, na área inferior de Hollywood Boulevard. Outros pontos são a Hollywood and Highland Center, junto ao Graumann’s Chinese Theatre e a Walk of Fame.

Visitantes observam o letreiro "Hollywood" a partir da área residencial de Hollywood Hills

Visitantes observam o letreiro “Hollywood” a partir da área residencial de Hollywood Hills

Mas o advento da tecnologia GPS permite que as pessoas facilmente encontrem rotas alternativas até as colinas.

Nas últimas semanas, a tensão estava presente em diferentes vizinhanças no labirinto de estradas conduzindo às colinas, perto de Lake Hollywood e os cânions de Griffith Park.

Uma reunião na prefeitura até discutiu várias ideias para resolver o problema. Além das placas em diferentes línguas, pensou-se em pedir que se retire o local do sistema de GPS, taxar ônibus de turismo ou até construir um sistema de trem até o topo.

Mas muitos turistas não se preocupam: “Se isto é uma atração turística, não construa sua casa aqui”, diz o australiano Jason Gobus, com sua namorada Nicole.

Quem mora em região turística não adianta reclamar, apenas tomar medidas para preservar e se habituar ao fluxo de visitantes… E a mesma coisa comprar um apartamento sob o salão de festas e viver brigando com todo mundo que faz festa por causa do barulho… Rs

 Lyllyan

Fonte: Folha On-line