Olá,

Quem tuíta com frequência já deve ter recebido respostas sem muito nexo de perfis estranhos com conteúdo publicitário.

O Twitter está cheio de spambots, robôs virtuais que simulam perfis convencionais para enviar propagandas. A atividade deles é acionada por palavras-chaves.

Um usuário digita, por exemplo, “iPad” e recebe uma resposta com o endereço para uma loja virtual que oferece o produto. Outro destino comum dos links enviados pelos spambots são páginas que usam pretextos para pedir o e-mail do usuário.

Identificar os spambots não é difícil. Suas páginas tendem a ser monotemáticas, e suas postagens costumam ter periodicidade exata, como de cinco em cinco minutos. É raro que elas formem uma sequência com nexo.

Frequentemente, seus perfis têm fotos de mulheres jovens e atraentes.

A longevidade dos spambots costuma ser curta. O Twitter remove usuários desse tipo em pouco tempo.

ROBÔS COM CAUSA

A publicidade é só um dos usos para robôs no Twitter.

O robô Health Cyborg (@quattuor1023) é programado para encontrar mensagens favoráveis à homeopatia e responder ao usuário com um endereço para um vídeo ou um texto que rechaça esse método terapêutico.

Na mesma linha, o Climate Cyborg (@ai_agw) busca posts que desdenham as teorias de que o mundo está aquecendo e manda links que reforçam essas ideias.

O Caps Cop (@CapsCop) encontra mensagens escritas inteiramente em letras maiúsculas e responde a elas com frases irônicas sobre o hábito de deixar a tecla Caps Lock ligada.

Eu recebo milhares destes robôs diariamente no blog.

Lyllyan

Fonte: Folha On-line