Olá,

O rival foi o mesmo da última conquista, mas o desfecho foi diferente. A Rússia, visivelmente mais forte que nas edições anteriores da Liga Mundial, conquistou o bicampeonato e brecou a busca brasileira pelo décimo título nas 22 edições da competição. A decisão deste domingo foi disputada em Gdansk, na Polônia, e terminou em 3 sets a 2 para a Rússia, parciais de 23-25, 27-25, 25-23, 22-25 e 15-11.

Apesar do histórico favorável em jogos decisivos contra os russos – foram três títulos mundiais contra dois em finais disputadas entre os dois países – o Brasil também viu a Rússia abrir vantagem na história do confronto: são 43 vitórias brasileiras contra 47 da Rússia.

 Brasil começou ligado na partida e sacando bem, coisa que não vinha fazendo nas últimas partidas da competição e, desta forma, colocou pressão sobre a Rússia, que chegou a endurecer em alguns momentos e tentou tomar o controle do set. Bernardinho, com dois pedidos de tempo, conseguiu acalmar a equipe e o Brasil saiu na frente: 25 a 23.

A estratégia do início do segundo set foi o saque forçado combinado com um bloqueio agressivo. No começo até que deu certo, o Brasil chegou a abrir três pontos de vantagem, mas que não foram suficientes para segurar o ímpeto russo. Com um ataque de Biriukov, a Rússia fechou o segundo set em 27 a 25 e deixou tudo igual no placar: 1 a 1.

O Brasil deixou a Rússia escapar logo no início do terceiro a set e se viu três pontos atrás no marcador. Os europeus passaram a jogar no ataque e surpreenderam a seleção comandada por Bernardinho. Quando o Brasil tentou se recuperar, já era tarde demais e os russos fecharam o set em 25 a 23 para virar o jogo.

O quarto set foi um festival de erros de saque e o líbero russo também passou a desequilibrar, mas contra seu próprio time. Foram inúmeros erros de passe que acabaram favorecendo a seleção brasileira, que fechou o set em 25 a 22 após um saque para fora de Ilinykh: 2 a 2.

No tie-break, a Rússia contou com uma ajudinha da arbitragem no segundo tempo, quando o Brasil colocou uma bola dentro da quadra adversária, mas o juiz deu bola fora. Além disso, cresceu na partida, fez defesas impressionantes e atacou bem. Foi o suficiente para vencer o set por 15 a 11 e fechar a partida.

Hoje não foi o dia das nossas seleções brasileiras!!!

Lyllyan

Fonte: IG