Olá,

Abatido pela derrota, o técnico do Brasil, Kleiton Lima, disse que não ordenou que seu time recuasse após fazer 2 a 1 já na prorrogação. Também lamentou a falta de sorte nos pênaltis, e afirmou que continuará à frente da seleção.

Goleira americana Hope Solo defende pênaltido batido pela brasileira Daiane

“Não houve nenhuma situação de recuo, mas de empurra mesmo, de força, de empuxo. Elas trouxeram nossa equipe para trás. E se salvaram com um gol na prorrogação”, disse o treinador.

“Qualquer uma das equipes poderiam sair com a vitória. Em alguns momentos estávamos melhores. Tivemos situações de gol não aproveitadas. Os Estados Unidos também tiveram momentos melhores de jogo. Em nenhum instante houve amplo domínio de nenhum dos dois lados. O jogo foi muito equilibrado“, disse, ao responder se considerou justa a vitória americana.

Americanas comemoram a classificação após disputa por pênaltis com o Brasil

Sobre os pênaltis, ele contou que usou suas melhores atletlas. “Foram as batedoras oficiais. Rosana e Formiga bateriam, mas elas foram substituídas. Todas que bateram foram bem nos treinos, inclusive a Daiane”, disse.

Sobre seu trabalho, ele disse que continuará à frente da seleção. “Continuo com meu trabalho, fazendo meu melhor. Não é por causa de uma derrota que eu vou sair. O futebol é dinâmico”, disse.

Uma pena!

Lyllyan

Fonte: Folha On-line