A cantora, de 55 anos de idade, revelou que seu ex-empresário, o falecido Jack Gordon, a “forçou” a se casar com ele em 1989, contra a vontade dela.

Depois ele teria sistematicamente afastado-a de sua família e amigos para poder controlá-la. Se La Toya,a irmã do falecido Rei do Pop Michael Jackson desobedecesse, ele dizia que a iria prender em um armário e bater nela.

Ela disse: “Eu não me casei com o falecido Jack Gordon, ele se casou comigo. Foi uma decisão forçada. Ele me trancaria em um armário e se eu não agisse normal depois, com um sorriso, ou se eu mostrasse a minha dor, eu levaria outra surra. Eu não podia ler revistas ou jornais, ou ter amigos. Eu não podia tocar em um telefone”.

La Toya,que já havia revelado uma vez que Jack chegou a ameaçar matar membros de sua família,admite que as experiências eram estranhas para ela porque ela tinha levado uma vida super protegida por ser criada como uma Testemunha de Jeová.Em tempo, a cantora de 55 anos está lançando um livro de memórias, intitulado “Starting Over“, sobre a morte de seu irmão Michael em 2009.

Nenhuma mulher merece sofrer nenhum tipo de violência e casar forçada,ninguem merece,que casamento triste.

Carol.

Crédito: Pop.