Olá,

Sharlotte Hydorn tem 91 anos e um negócio peculiar. Vende kits de suicídio pelo correio, direto de sua casa, em El Cajon, perto de San Diego, na Califórnia

Cada um custa US$ 60, cerca de R$ 110. Trata-se de um saco plástico para colocar na cabeça, ligado a um mini botijão de gás hélio. Ao ser ligado, a morte vem certa em poucos minutos.

A história de Hydorn está no jornal “Los Angeles Times”.

Agentes do FBI fizeram uma busca em sua casa na semana passada e apreenderam dezenas de kits prontos para serem enviados pelo correio, para lugares do mundo inteiro. Ela deverá ser investigada por fraude e outras violações.

“Pessoas cometem suicídio pulando de janelas e prédios, se enforcando”, disse Hydorn, uma ex-professora de ciências, que passou a se interessar pelo tema do suicídio assistido após ver seu marido morrer há 30 anos após uma longa e sofrida batalha contra um câncer.

O caso lembra Jack Kevorkian, médico que foi parar na prisão em 1999 por ajudar suicidas.

Ele andou fazendo aparições públicas recentemente quando um filme de ficção baseado em sua história (e estrelado por Al Pacino) ganhou diversos prêmios.

O mundo está perdido! …Está notícia chega a ser surreal… Eu também prefiro não comentar mais!

Lyllyan

Fonte: Blog da Folha