Olá,

Por: Nelito Fernandes

Repórter da sucursal Rio de ÉPOCA, escritor, autor teatral e redator de humor do Multishow. Nesta coluna tenta misturar humor e opinião comentando o noticiário, embora admita que na maioria das vezes é difícil manter o humor

O rei do rock Elvis Presley aumentou a polêmica sobre a morte de Bin Laden. Ele garantiu que Osama está vivo. “Estivemos juntos hoje: eu, ele e Michael Jackson”, disse Elvis. O ex-goleiro Bruno, do Flamengo, também confirmou: “Osama está vivo e ainda vamos rir disso tudo”. Obama resiste em mostrar as fotos de Bin Laden para provar que ele morreu. “Fotos não provam nada.” Estão aí os avatares do Facebook que não me deixam mentir.

Não foram só os americanos que comemoraram: os humoristas também. “Finalmente vamos poder fazer humor negro novamente, sem patrulha”, disse o redator de humor Otileno Junior.

Mas nem todos estão felizes. A decisão dos EUA de jogar o corpo de Osama no mar provocou controvérsia. O Greenpeace protestou contra a poluição marinha. Meu amigo Beto Santos, correspondente de umbanda, diz que Iemanjá não aceitou a oferenda. “Como se já não bastassem aqueles barquinhos que não servem para nada ainda me mandam esse lixo”, disse a rainha do mar.

Antes da morte de Osama a Casa Branca passou por momentos de tensão. Por pouco um agente português da CIA não matou Obama por engano. Agora o mundo se pergunta se a ação foi legal ou não e as informações chegam desencontradas. Existe até mesmo uma denúncia estarrecedora: Osama estava vivo quando foi morto.

O texto do Nelito ficou muito bom… Rs

Lyllyan

Fonte: Revista Época