Olá,

As mortes acidentais por overdose de analgésicos entre adolescentes e adultos atingiram proporções de epidemia nos EUA.

É o que alerta um relatório publicado no periódico “Journal of Clinical Psychiatry”, escrito por pesquisadores do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

Os dados são relativos a 2007, quando 27.500 pessoas morreram naquele país por overdose acidental, grande parte devido a prescrições de analgésicos do tipo opioide.

Essas medicações, como o OxyContin, Percocet e Vicodin, são derivadas sintéticas do ópio usadas para tratar dor moderada ou severa.

Entre as causas possíveis para o grande número de mortes estão o aumento do uso desses remédios sem prescrição médica e o fato de que muitos médicos não conseguem detectar entre seus pacientes quem está sofrendo de dor crônica e quem usa as substâncias por dependência química.

A maior parcela de culpa é das empresas farmacêuticas que fazem um medicamento que não resolve o problema de imediato ocasionando dependência…

As empresas deveriam fabricar medicamentos eficazes para o problema ser resolvido com uma única caixa, mas se elas fizerem isto com ficará o faturamento e os lucros da empresa? Elas precisam criar a dependência dos consumidores para vender mais…

Lyllyan

Fonte: Folha On-line