Olá,

A história de vida e de sucesso de Steve Jobs é muito interessante… Eu vou colocar no final do post um discurso que ele fez em 2005 para os formando da Stanford, e espero que gostem!!!

O executivo-chefe da Apple, Steve Jobs, 55, voltou a pedir licença médica da companhia, segundo informa um boletim do diário econômico norte-americano “The Wall Street Journal” nesta segunda-feira. O jornal destaca que o executivo prossegue envolvido com as “decisões estratégicas maiores” da companhia.

Jobs já se manteve afastado da companhia dois anos antes, quando recebeu um transplante de fígado –em 2004, Jobs teve um diagnóstico de um câncer raro no pâncreas.

Tim Cook, executivo-chefe de operações da Apple, será responsável pelas operações do cotidiano da empresa.

Tenho grande confiança de que Tim e os demais administradores executivos da equipe farão um magnífico trabalho fazendo os planos empolgantes que nós temos para 2011″, disse Jobs em carta aos funcionários.

Amo a Apple tanto e espero voltar assim que eu puder. Nesse tempo, minha família e eu apreciaríamos profundamente o respeito pela nossa privacidade.”

Ainda não está clara, entretanto, qual a natureza do afastamento.

HISTÓRICO MÉDICO

Em 2004, Steve Jobs descobriu que sofria de um tipo raro de câncer no pâncreas. O tumor foi retirado após uma cirurgia considerada bem-sucedida, mas a informação sobre o assunto só foi divulgada quando ele já estava em tratamento.

Em janeiro de 2009, o executivo anunciou que tiraria uma licença para descansar até o final de junho, a fim de se recuperar de uma doença que o tinha feito perder muito peso. Na época ele explicou que seus problemas de saúde tinham origem em um desequilíbrio hormonal e que o tratamento era “simples e singelo”.

Entretanto, uma semana depois ele anunciou, por meio de comunicado aos colaboradores da Apple, que os médicos haviam verificado que seu problema de saúde era mais complexo do que havia imaginado, por isso se licenciaria.

Seu afastamento e os poucos detalhes divulgados sobre a doença de Jobs geraram especulações e preocupação entre alguns investidores, provocando a desvalorização das ações da empresa.

Em junho daquele mesmo ano, uma reportagem do “WSJ” revelou que ele se submetera a um transplante de fígado.

Um hospital do Tennessee (EUA) confirmou, dias depois, que o executivo-chefe da Apple passara por um transplante, mas que estaria bem e recebera “excelentes prognósticos” dos médicos. De acordo com o Instituto de Transplantes do Hospital da Universidade Metodista em Memphis, ele passou pelo procedimento naquele momento porque era o paciente em situação mais grave na lista.

Dias depois, o executivo já anunciava o retorno ao trabalho.

“QUASE MORRI”

Em março do ano passado, Jobs disse ao governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, que 21 mil pessoas no Estado estavam esperando por um transplante de órgãos.

“Eu quase fui um dos que morreram esperando por um fígado”, afirmou o executivo. “Fui afortunado”, declarou Jobs. “No último ano, outros 400 californianos morreram esperando. Eu poderia ter morrido.” À época, Jobs se descrevia melhor. “Estou me sentindo bem. Quase morri. Está sendo muito bom nos últimos meses.”

Parte 01

Parte 02

Deus continue lhe abençoando e lhe dando forças porque está doença não é fácil para ninguém.

Lyllyan

Fonte: Folha On-line