Olá,

O Google enviou em comunicado, nesta terça-feira (12), sobre a processo judicial movido pela apresentadora Xuxa Meneghel contra a empresa. De acordo com informações da revista “Veja”, ela exige que pesquisas com os termos “Xuxa” e “pedófila” realizadas no serviço de buscas sejam filtradas. Em um primeiro momento, a Justiça favoreceu Xuxa.

Em seu comunicado, o Google informa que ” tudo indica que se trata de uma decisão liminar – preliminar e provisória – obtida por meio de ação movida por Xuxa contra a empresa e não de um processo já julgado”. A gigante das buscas também alega que não foi citada e que não pode se pronunciar a respeito.

De acordo com informações da “Veja”, a multa para cada busca que encontre relação entre as palavras citadas pela apresentadora é de R$ 20 mil. Outros R$ 20 mil devem ser pagos para os casos de fotos e vídeos da apresentadora nua, caso o Google não filtre os resultados.

Em sua nota, o Google alega que “é importante compreender que mecanismos de busca, como o desenvolvido pelo Google, são um reflexo do conteúdo e das informações que estão disponíveis na Internet”.

A empresa também diz que tais ferramentas de busca não têm capacidade de remover conteúdo diretamente de qualquer página na internet. “O conteúdo de cada site é de responsabilidade e autoria total e completa de seu dono ou webmaster.”

LINKS

No Google, há links com cenas do polêmico filme “Amor, estranho amor”, de 1982, em que Xuxa aparece nua.

Em uma rápida pesquisa feita nesta terça-feira (12), a Folha conseguiu encontrar por meio do Google fotos da apresentadora seminua em cenas do filme.

A meu ver, um dos maiores erros na carreira da Xuxa foi ela ter feito este filme “Amor, estranho amor”, quanto a pousar nua normal. Enfim, agora não adianta chorar pelo leite derramado.

Lyllyan

Fonte: Folha On-line