Olá,

O juiz do processo de morte por negligência de Joe Jackson interposto contra o Dr. Conrad Murray atacou ambos os lados dizendo que nunca viu tanta asneira.

Joe Jackson 

O juiz,  John Walter negou a solicitação feita pelo advogado do Dr. Murray, Charles Peckham sobre a moção para destituir o caso de julgamento, alegando violação das regras do tribunal por não ter tentado resolver os problemas com o advogado de Joe antes de apresentar a sua moção.

Mas o juiz também disse o advogado de Joe, Brian Oxman, que ele foi lento à captação dos documentos da oposição… Perdendo assim o prazo.

Mas a sentença do juiz não é definitiva, o advogado do Dr. Murray, Peckham pode chamar o Oxman para conversar – que certamente irá dizer ao Peckham ir se ferrar – e então Peckham pode rearquivar sua moção par aobter o caso fora do jogo. 

Foi exatamente o que escrevi no outro post, o que tinha a haver num caso de homicídio culposo acrescentar tantas sandices que não agregam em nada? Sendo que a última foi dizer que o MJ ajudava o Joe através da Katehrine… Ih? Ai Senhor! Até o juiz se cansou…

É muita incompetência do Brian Oxman, além de acrescentar o que não deve, esquece de acrescentar o que deve e perdeu o prazo pela terceira vez para apresentar este processo ridículo contra o Dr. Conrad Murray. Não foi a toa que o MJ mandou o Brian plantar coquinho no julgamento de 2005…

Lyllyan

Fonte: TMZ