Olá,

Está dica vale ouro…

Quem nunca se deparou com aquela dúvida cruel antes de ir a uma entrevista de emprego: Como devo me vestir? Homens e mulheres de fato estão certos em se preocupar tanto com esse detalhe, pois nessa ocasião, a primeira impressão é a que fica e uma boa aparência pode garantir sua vaga.  

 

ERRADO: CABELOS volumosos; MAQUIAGEM carregada e brilhante; BRINCOS grandes e de strass, assim como o anel e a pulseira; DECOTE exagerado; TERNO claro ( dê preferência ao escuro); CALÇA justa e curta; BOLSA com argolas grandes prateadas; SANDÁLIA muito alta, com dedos à mostra.

CERTO: CABELOS com escova; MAQUIAGEM discretas em tons terrosos; CAMISA branca sem expor o colo; TERNO clássico e escuro; ANEL discreto mas com personalidade; BOLSA média, preta e discreta; BAINHA na medida certa; ESCARPIM preto com salto médio.
 

ERRADO: OLHEIRAS mostrando ar de cansaço; CAMISA amarela com textura e colarinho mole; GRAVATA de poliéster, dura, com nó pequeno; PRENDEDOR DE GRAVATA nunca deve ser usado; Todos os BOTÕES do terno fechados; TECIDO DO TERNO sintético, com padronagem chamativa; PASTA de modelo antigo em cor destoante; CALÇA muito comprida; SAPATO mocassim marrom com solado de borracha. Abaixo um erro comum: GRAVATA CURTA DEMAIS ou LONGA DEMAIS. O tamanho certinho é a pontinha da gravata encostar no início do cinto, ok

 CERTO: CAMISA branca; GRAVATA de seda com listras diagonais e nó clássico; Último BOTÃO do terno aberto; TERNO de cor escura, de tecido adequado e padronagem discreta; BAINHA na medida certa; SAPATO preto de amarrar. 

De acordo com o consultor de RH da Corrhect, Paulo Henrrique Rocha, o marketing pessoal é cada vez mais valorizado na atmosfera corporativa, pois revela a compatibilidade do perfil do candidato com o perfil ideal para a posição que ele ocuparia na empresa. “As tendências do mercado de trabalho estão, em todas as áreas de atuação, intimamente relacionadas a atitude de “vender” sua própria imagem, produto ou serviço, logo, é essencial que o indivíduo tenha uma postura apropriada ao seu ambiente.

Mas, alto lá! Isso não quer dizer que quem é mais bonito ou só usa roupas e acessórios de grife terá sucesso nas entrevistas. Existem alguns elementos básicos que não requerem grandes gastos e fazem toda a diferença. “Postura, cabelos penteados e bem cuidados, trajes limpos e alinhados com a circunstância, perfumes discretos, acessórios femininos, maquiagem adequada e barba bem cuidada são elementos essenciais”, aponta o consultor. Segundo ele, o candidato deve ficar atento aos exageros, não permitindo que estes possam atrair mais atenção do que a própria pessoa, ofuscando o brilho de suas competências. Além disso, no dia-a-dia, a pessoa deve estar sempre preparada para uma reunião inesperada ou um almoço repentino com executivos de sua organização ou clientes. 

O Virgula Lifestyle perguntou ao entrevistado o que uma mulher e um homem nunca devem usar em um entrevista de emprego. Fica a dica: “Para as mulheres, o excesso de maquiagem, decotes, transparência, muitos acessórios, cores fortes em roupas e esmaltes, são itens muito questionados e podem eliminar a candidata. Os homens devem eliminar as roupas informais, como o jeans, camiseta e tênis, valorizando também a atenção para a barba”. Anotou?  
 

Mas uma coisa é fato, antes de qualquer entrevista, você deve procurar saber sobre o perfil da empresa, afinal já foi a época que todo mundo saía de casa usando terno e gravata. Do mesmo modo que um visual muito informal pode prejudicar, exagerar na formalidade pode não agradar se a empresa for mais descolada. Na dúvida, o ideal é adotar um meio termo e demonstrar ser uma pessoa aberta a mudanças e pronta para se adequar ao cotidiano da empresa. 

“Não há dúvidas de que em determinada situação, com dois candidatos com as mesmas competências técnicas e concorrendo à mesma vaga, será aprovado aquele que apresentar uma aparência diferenciada. Mas vale lembrar que o uso correto da língua portuguesa, boa educação, pontualidade e etiqueta profissional são decisivos na escolha do candidato e simbolizam a harmonia entre bom gosto e bom senso”, completa Paulo Henrrique. 

Lyllyan

Fonte: Virgula e Moda Cadê Meu Estilo