Olá,

O restaurante brasileiro Flimé causou polêmica e duras críticas na capital alemã, Berlim, ao anunciar em vários jornais que vai abrir uma filial na cidade no próximo dia 8 de setembro e que os clientes interessados podem fazer um cadastro e oferecer partes do seu próprio corpo. Segundo jornais alemães, há suspeitas de que a polêmica propaganda é um grande golpe de publicidade.

Canibal francês revela como matou e comeu colega de cela

O vice-presidente da União Cristã-Democrata de Berlim, Michael Braun, expressou sua indignação com o restaurante e culinária, após relatar ter recebido diversos e-mails de cidadãos furiosos. “Espero que seja apenas uma brincadeira de mau gosto”, afirma Braun ao jornal alemão “The Bild”, acrescentando que a campanha poderia ser apenas para despertar a curiosidade dos clientes.

“É nojento. Em particular porque um morador de Berlim foi assassinado por um canibal há pouco tempo”, disse Braun, se referindo a Armin Meiwes, sentenciado à prisão perpétua em 2006 por matar e comer um morador da capital alemã cinco anos antes.

O site do restaurante não inclui no cardápio nenhuma referência direta à carne humana, mas diz seguir a cultura indígena wari – tribo da selva amazônica conhecida pela cultura do canibalismo–, na qual “comer é um ato espiritual com o qual ganhamos a mente e a força da criatura comida”.

A Folha.Com tentou entrar em contato com o restaurante, mas não obteve resposta. A edição digital da revista “Spiegel” diz ter entrado em contato com um porta-voz do restaurante que “sem muita convicção confirmou que a propaganda não é um engodo”.

No site trilíngue (alemão, português e inglês), os clientes interessados podem preencher um cadastro com uma série de perguntas sobre hábitos médicos e de saúde, como fumo, consumo de bebidas alcoólicas e frequência de atividade física.

No fim, há um alerta: “Os membros associados do Flimé concordam, com este, em doar para o Flimé qualquer parte de seu corpo, que será determinada pelo próprio associado. […] A finalidade do uso da parte doada é de livre escolha do Flimé”.

O endereço do restaurante de Berlim ainda é secreto.

Já não bastava o filme “Turistas” que mostra que os brasileiros são uns bandos de canibais e traficante de órgãos, agora este restaurante em Berlim… Deste jeito onde vamos parar?

É demais para meu crânio humano…

Lyllyan

Fonte: Folha On-line