SÃO PAULO – As mulheres estão se tornando dependentes do Facebook e assumindo comportamentos cada vez mais liberais. A conclusão é de um estudo publicado pela Oxygen Media em parceria com a Lightspeed Research.

A pesquisa entrevistou 1 605 mulheres, entre 18 e 34 anos, adeptas de mídias sociais, nos meses de maio e junho. Segundo o estudo, 39% delas se disseram viciadas em Facebook, enquanto 57% disse que, para elas, é mais comum conversar com as pessoas via online do que pessoalmente.O estudo mostra ainda que para 34% das entrevistadas, acessar o site é a primeira coisa a se fazer no dia, antes mesmo de ir ao banheiro ou escovar os dentes.

Entre outras considerações, a pesquisa mostra que 79% delas não se incomodam em publicar fotos onde aparecem beijando; 58% assumiram usar a rede para monitorar suas rivais; 42% acham que é normal publicar fotos delas bêbadas; e 50% não se incomodam em manter amizade com estranhos.

Ainda nesta linha, 50% das entrevistadas disseram não haver problema em marcar um encontro com uma pessoa a qual ela conheceu no site, enquanto 6% delas assumiram usar o site para procurar por sexo sem compromisso.Por outro lado, 91% das mulheres concordaram que usar o Facebook para terminar um relacionamento é uma prática pouco pessoal e não conveniente.

Fonte://info.abril.com.br/noticias/internet/mulheres-estariam-viciadas-no-facebook-07072010-7.shl?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+Plantao-INFO+%28Plant%C3%A3o+INFO%29

Kelinha.