Olá,

Os médicos alertaram que uma gravidez podia ser fatal para Stacey Herald, de 36 anos. Essa pequena americana do Kentucky nasceu com uma doença congênita chamada Osteogenisis Imperfecta, que impede o crescimento normal e deixa os pulmões subdesenvolvidos e os ossos fracos. Com apenas 71 centímetros de altura, Stacey deu a luz ao seu terceiro filho, mesmo contra todas as recomendações médicas.

Stacey corujona com o filho Malachi, de sete meses (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Se a criança ficasse muito grande dentro do ventre de Stacey, poderia até perfurar seus pulmões e coração, disseram os médicos. Mas a vontade de ser mãe era maior. “Nós ouvimos e respeitamos os médicos, mas nem sempre eles estão certos, então acabamos fazendo o que a gente acha melhor”, conta a pequena. Ela e o maridão Wil, de 27 anos e 1,75 metros, gostam da coisa e pretendem ter mais filhos.

O mais novo membro da família, Malachi, só pode ir para casa depois de sete meses de vida. Ele herdou a doença da mãe e teve que ficar sob tratamento intensivo desde que nasceu, em novembro de 2009. Em determinado momento, seu coração chegou a parar de bater, mas os médicos conseguiram contornar a situação e agora Malachi passa bem com sua família.

Makya, a filha que não herdou a doença, tem apenas dois anos e já é maior que a mãe (Foto: Reprodução/Daily Mail)

O novo bebê não é o único a herdar a Osteogenesis Imperfecta. Kateri, 3, a filha mais velha do casal também sofre do mesmo mal. Já a filha de dois anos, Makya, nasceu com tamanho normal e já é maior do que a própria mãe. “Eu não consigo mais controlar Makya quando ela fica brava”, conta Stacey, que usa uma cadeira de rodas para se locomover. “Ela já está muito grande para mim, então Wil tem que cuidar dela”.

Stacey diz que o nscimento do terceiro filho a fez se apaixonar ainda mais pelo maridão. A diferença de 1,04 metros não impede o casal de aproveitar o casamento (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Stacey diz que o nascimento do terceiro filho a fez se apaixonar ainda mais pelo maridão. A diferença de 1,04 metros não impede o casal de aproveitar o casamento (Foto: Reprodução/Daily Mail).

Incrível, não?!

Abs.

Lyllyan

Fonte: Virgula