Olá,

A edição desta terça-feira da Folha trouxe um anúncio errado da rede de supermercados Extra, do Grupo Pão de Açúcar. A peça publicitária sugere a eliminação da seleção brasileira da Copa do Mundo.

Segundo o departamento de publicidade da Folha, o erro foi do jornal. “A Folha de S.Paulo esclarece que no dia 29/6/2010, no Caderno Copa 2010, pág D11, foi publicado equivocadamente um anúncio do Hipermercado Extra, devido a problema ocorrido na área de inserção de anúncios. Lamentamos o erro.”

“A I qembu le sizwe [significa seleção, em zulu] sai do Mundial. Não do coração da gente… Valeu, Brasil. Nos vemos em 2014”, diz o anúncio.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Extra disse lamentar o erro. “A empresa informa que a Folha de S.Paulo errou na seleção do material para publicação e irá se retratar publicamente com a correção do material visto que, como patrocinador da seleção, a rede Extra tem sido um entusiasta do time brasileiro”, afirma o grupo por meio de nota.

Uma errata será publicada na edição desta quarta-feira do jornal.

Em sua página no twitter, Abílio Diniz, cuspiu fogo: “Estou ao lado dos que se indignaram com o anúncio publicado erroneamente pelo jornal. Não compartilhamos com a impunidade e tomaremos as providências, que não eliminarão o erro, mas irão responsabilizar os culpados.”

Dizem as más linguas que a Folha se vingou de Abílio Diniz por sua declaração aberta de apoio a Dilma. Mas acho que o jornal não chegaria a esse ponto.

A repercussão foi tamanha que até a ombudswoman da Folha, que ao assumir a função em abril desse ano, disse que iria ignorar as redes sociais, teve que se render, afirmando no twitter que foi uma “tremenda mancada” do jornal em que trabalha e que uma errata será publicada amanhã.

Abs,

Lyllyan

Fonte: Folha de São Paulo e Tijolaco.com