Como identificar um Psicopata?


Pensando nos atuais crimes que vemos atraves dos meios de comunicação decidi então, colocar alguns sitomas de um possivel psicopata. 

 Autores psicanalíticos consideram a Psicopatia como uma grave patologia do Superego como sendo uma Síndrome de Narcisismo Maligno 

 A estrutura de tipo narcisística do psicopata teria a seguintes características: auto-referência excessiva, grandiosidade, tendência à superioridade exibicionismo, dependência excessiva da admiração por parte dos outros, superficialidade emocional, crises de insegurança que se alternam com sentimentos de grandiosidade.  

Portanto, dentro das relações de objeto (com os outros), seria intensa a rivalidade e inveja, consciente e/ou inconscientemente, refletidos na contínua tendência para exploração do outro, incapacidade de depender de outros, falta de empatia com para com outros, falta de compromisso interno em outras relações.

Principais Sintomas

1. – Encanto superficial e manipulação.
 
 Nem todos psicopatas são encantadores, mas é expressivo o grupo deles que utilizam o encanto pessoal e, conseqüentemente capacidade de manipulação de pessoas, como meio de sobrevivência social.Através do encanto superficial o psicopata acaba coisificando as pessoas, ele as usa e quando não o servem mais, descarta-as, tal como uma coisa ou uma ferramenta usada. Talvez seja esse processo de coisificação a chave para compreendermos a absoluta falta de sentimentos do psicopata para com seus semelhantes ou para com os sentimentos de seu semelhante. Transformando seu semelhante numa coisa, ela deixa de ser seu semelhante.
Embora qualquer pessoa possa mentir, temos de distinguir a mentira banal da mentira psicopática. O psicopata utiliza a mentira como uma ferramenta de trabalho. Normalmente está tão treinado e habilitado a mentir que é difícil captar quando mente. Ele mente olhando nos olhos e com atitude completamente neutra e relaxada.
 

2. – Mentiras sistemáticas e Comportamento fantasioso. 

 O psicopata não mente circunstancialmente ou esporadicamente para conseguir safar-se de alguma situação. Ele sabe que está mentindo, não se importa, não tem vergonha ou arrependimento, nem sequer sente desprazer quando mente. E mente, muitas vezes, sem nenhuma justificativa ou motivo. 

 Normalmente o psicopata diz o que convém e o que se espera para aquela circunstância. Ele pode mentir com a palavra ou com o corpo, quando simula e teatraliza situações vantajosas para ele, podendo fazer-se arrependido, ofendido, magoado.
 

É comum que o psicopata priorize algumas fantasias sobre circunstâncias reais. Isso porque sua personalidade é narcisística, quer ser admirado, quer ser o mais rico, mais bonito, melhor vestido. Assim, ele tenta adaptar a realidade à sua imaginação, à seu personagem do momento, de acordo com a circunstância e com sua personalidade é narcisística. Esse indivíduo pode converter-se no personagem que sua imaginação cria como adequada para atuar no meio com sucesso, propondo a todos a sensação de que estão, de fato, em frente a um personagem verdadeiro.

3. – Ausência de Sentimentos Afetuosos.

Essa pessoa não manifesta nenhuma inclinação ou sensibilidade por nada e mantém-se normalmente indiferente aos sentimentos alheios.
Os laços sentimentais habituais entre familiares não existem nos psicopatas. Além disso, eles têm grande dificuldade para entender os sentimentos dos outros mas, havendo interesse próprio, podem dissimular esses sentimentos socialmente desejáveis. Na realidade são pessoas extremamente frias, do ponto de vista emocional.

 

4. – Amoralidade.
 
 Os psicopatas são portadores de grande insensibilidade moral, faltando-lhes totalmente juízo e consciência morais, bem como noção de ética.

5. – Impulsividade. 

 Também por debilidade do Superego e por insensibilidade moral, o psicopata não tem freios eficientes à sua impulsividade. A ausência de sentimentos éticos e altruístas, unidos à falta de sentimentos morais, impulsiona o psicopata a cometer brutalidades, crueldades e crimes. 

Essa impulsividade reflete também um baixo limiar de tolerância às frustrações, refletindo-se na desproporção entre os estímulos e as respostas, ou seja, respondendo de forma exagerada diante de estímulos mínimos e triviais. Por outro lado, os defeitos de caráter costumam fazer com que o psicopata demonstre uma absoluta falta de reação frente a estímulos importantes. 

6. – Incorregibilidade. 

 Dificilmente ou nunca o psicopata aceita os benefícios da reeducação, da advertência e da correção. Podem dissimular, durante algum tempo seu caráter torpe e anti-social, entretanto, na primeira oportunidade voltam à tona com as falcatruas de praxe. 

 7.-Falta de Adaptação Social. 

Já nos primeiros contatos sociais o psicopata, desde criança, manifiesta uma certa crueldade e tendência a atividades delituosas. A adaptação social também fica comprometida, tendo em vista a tendência acentuada do psicopata ao egocentrismo e egoísmo, características estas percebidas pelos demais e responsável pelas dificuldades de sociabilidade. 

Personalidade Psicopática, os psicopatas costumam ser perigosos, tendo em vista sua maneira dissimulada de ocultar a índole contraventora. A ausência de sentimentos éticos e altruístas, unidos à falta de sentimentos morais, impulsiona o psicopata a cometer brutalidades, crueldades e crimes

  

Sintomas de psicopatas

1. Problemas de conduta na infância.
2. Inexistência de alucinações e delírio.
3. Ausência de manifestações neuróticas.
4. Impulsividade e ausência de autocontrole.
5. Irresponsabilidade
6. Encanto superficial, notável inteligência e loquacidade.
7. Egocentrismo patológico, autovalorização e arrogância.
8. Incapacidade de amar.
9. Grande pobreza de reações afetivas básicas.
10. Vida sexual impessoal, trivial e pouco integrada.
11. Falta de sentimentos de culpa e de vergonha.
12. Indigno de confiança, falta de empatia nas relações pessoais.
13. Manipulação do outro com recursos enganosos.
14. Mentiras e insinceridade.
15. Perda específica da intuição.
16. Incapacidade para seguir qualquer plano de vida.
17. Conduta anti-social sem aparente arrependimento.
18. Ameaças de suicídio raramente cumpridas.
19. Falta de capacidade para aprender com a experiência

Fonte: http://www.territoriomulher.com.br/index.asp?id=822 

Meu Comentário 

Nos dias atuais e extremamente importante você cuidar com quem se relaciona e averiguar tudo sobre a pessoa, pois nunca se sabe  quem poderá ser um psicopata mesmo aparentando uma pessoa equilibrada o desiquilibrio pode estar a um ponto de aparecer da forma mais trágica que imagina-se. 

Fica a dica. 

Um bzu Bhya :)  

Anúncios
    • Marcia
    • 5 de abril de 2016

    Meu ex namorado está me fazendo ameaças de morte por ciúme ele chorava pra mim ficar o tempo todo ao lado dele morre de ciúme de mim ele tem problema com álcool e drogas ,a pergunta é ele pode ser um psicopata ou é efeito das drogas ,obrigada

      • Lyllyan
      • 6 de abril de 2016

      Olá Márcia,
      Procure um delegacia da mulher e faça um boletim de ocorrência
      Se cuida!

    • Ele é borderline isso sim. Eu mandava pastar eu hein me ameaçando de morte? Suma que é melhor.

      • Quem já assistiu 50 tons de cinza??
        Acha que o Grey pode ser um psicopata???

    • Jean
    • 25 de agosto de 2013

    @Lucia:

    Por experiência própria, fuja para mais longe possível de pessoas assim. Se vc não puder fugir fisicamente, fuja mentalmente/emocionalmente, não se deixe levar por manipulações disimuladas. Nem todos psicopatas usam violência física, especialmente mulheres.

    Aliás, penso que os psicopatas mais avançados nunca usam violência física, porque eles não usam métodos facilmente reprováveis, mas eles sempre irão usar violência emocional. Se pintarão como pobres vítimas de um mundo cruel, pelo simples fato de que eles odeiam o mundo e eles só aceitam uma coisa boa em todo o universo: eles mesmos. Eles odeiam o mundo assim que percebem que o mundo não os enxerga como eles mesmos se enxergam (como deuses). Simplesmente não existe tratamento de “cura” para isso.

    Infelizmente muitos usam a religião como forma de justificativa para visões extremistas sobre o mundo, e mascaram sua psicopatia como sendo mera “crença religiosa”. A religião é um dos ultimos refúgios de justificativa para psicopatas.

    A única saída é não cair na armadilha deles, se eles não conseguem enganar vc, eles não irão conseguir te prejudicar emocionalmente. Se esse problema fosse mais divulgado na sociedade, com o tempo se neutralizaria a grande maioria dos psicopatas. Os violentos seriam naturalmente presos (de certa forma já é assim) e os não violentos estariam impotentes para causar maiores prejuízos (para o bem deles mesmos e das pessoas em volta deles).

      • Andrea
      • 7 de outubro de 2013

      Como estudiosa do assunto, achei excelente o seu comentário.

    • Lucia Spiandorin Paschoalini
    • 4 de junho de 2013

    o que eu faço com uma pessoa assim dentro de casa?

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: