Olá,

Um proprietário de loja ao sul de Auckland que vendeu CDs falsificados de Michael Jackson foi condenado à detenção por quatro meses e condenado a pagar 3.000 dólares de fiança.

Robin Sazeel Hassan, 30 anos, foi preso por vender cópias piratas dos CDs de Michael Jackson depois que a polícia invadiu sua loja Manurewa em 30 de setembro do ano passado.

Cerca de 20 CD’s de Michael Jackson e CD’s do Eminem e mais o material pirateado foi apreendido, bem como um computador com recursos de gravação de disco óptico.

Ele se confessou culpado no Tribunal Distrital Manukau no mês passado a venda de CDs falsificados e foi condenado hoje.

A polícia invadiu após uma denúncia da Associação da Indústria Fonográfica da Nova Zelândia (RIANZ).

O executivo principal Campbell Smith chamou os vendedores de CD pirata de “ladrões” e disse que eles estavam roubando os artistas, compositores e varejistas e estavam retirando o reinvestimento do fluxo de caixa de música na Nova Zelândia.

Investigadores RIANZ visitou sua loja Manurewa e comprou cópias piratas de discos de Michael Jackson Thriller e Bad, entre outros. “A pirataria é um problema enorme para a indústria da música”, disse ele.

O pior que a pirataria não é um problema só na Nova Zelândia e sim no mundo todo, haja visto no Brasil.

Abs.

Lyllyan e Nene Jackson

Fonte: ODT.CO.NZ