The Orb também traz funções como calendário e SMS voz/texto. Fone usa condução de ondas sonoras pelos ossos do ouvido.

Imagine receber um telefonema em seu anel, retirá-lo de seu dedo e usá-lo como um fone bluetooth para atender a chamada? Este é o conceito do The Orb, um OLED – sigla para Organic Light-Emitting Diode (“Diodo orgânico emissor de luz ou fotoemissor”, em português) – que promete, além da função descrita acima, mostrar informações sobre a ligação, calendário e SMS voz/texto.

A idéia dos OLEDs é usar diodos orgânicos, compostos por moléculas de carbono que emitem luz ao receberem uma carga elétrica. A vantagem é que ao contrário dos diodos tradicionais, essas moléculas podem ser diretamente aplicadas sobre a superfície da tela, usando um método de impressão.
Outro conceito utilizado na tecnologia de funcionamento do The Orb é a utilização de condução de ondas sonoras utilizando a vibração dos ossos do ouvido. Assim  o fone não precisa estar diretamente em contato com a orelha do usuário.
O produto está sendo desenvolvido pelas empresas Hybra Advanced Technology e AbsolutelyNew, e, de acordo com o site “Oh Gizmo”, tem lançamento planejado para 2010 com preços que variam de US$ 129 a US$ 175 (entre cerca de R$ 244 e R$ 331).

0,,21473834-EX,00 

The Orb é um anel que vira fone bluetooth utilizando tecnologia de transmissão de ondas sonoras. (Foto: Divulgação)


Fonte: G1, São Paulo

Meu Comentário:

Utilitário delicado e prático, resta saber se existe algum dano por uso excessivo do aparelho já que usa a tecnologia de transmissão de ondas sonoras.

Um bzu Bhya ;))